Golpe da Reitoria: UFPR adere ao REUNI às pressas!

 

Hoje, de forma golpista e antidemocrática, foi aprovada a adesão da UFPR ao REUNI. O Conselho Universitário (COUN) foi convocado com menos de 24h de prazo para divulgação, encerrando de forma brusca o diálogo que o movimento de ocupação da reitoria e as entidades representativas das três categorias da universidade tentavam estabelecer. O prazo instituído para as convocações do COUN é de 48h, para que os conselheiros e a comunidade acadêmica sejam informados. Além disso, o conselho foi realizado na maternidade do Hospital de Clínicas, local que restringe o acesso e a manifestação. A escolha do local e o prazo restrito demonstraram a vontade de manter uma decisão tão importante para a UFPR restrita a um espaço pouco democrático (o COUN é formado por 70% de professores e apenas 30% de estudantes e servidores).

 

Como se não bastassem os empecilhos colocados, a reitoria ainda pediu auxílio a força policial para impedir a entrada dos estudantes no prédio. Todas as entradas do HC foram controladas pela Polícia Federal (PF). Impossibilitados de entrarem no hospital e proibidos de se manifestarem, por causa dos pacientes, os estudantes realizaram um funeral simbólico da democracia. Carlos Augusto Moreira Jr. é um dos poucos reitores da história da UFPR a utilizar força policial para reprimir estudante. Nenhuma outra gestão convocou tanto a PF e por tão pouco.

Questionamos a legitimidade da decisão do COUN, mantemos a ocupação da reitoria e convocamos toda a comunidade acadêmica para uma assembléia hoje (30/10) às 18:30. Nossa luta agora está apenas começando!

Tags: , , ,

18 Respostas to “Golpe da Reitoria: UFPR adere ao REUNI às pressas!”

  1. Danilo Cesar Says:

    Moreira wins
    Flawless victory….

    e agora?

  2. É Says:

    Questionem o quanto quiserem, legitimidade o COUN tem.

  3. Winnie Says:

    Desde quando um ditador perde num espaço feito de votos vencidos?
    Que democracia é essa onde se cercam e ameaçam os alunos com a Polícia Federal, Centronic e n empresas terceirizadas?
    A luta mal começou. Força a todas e todos.

  4. Enrico Says:

    “É” o cacete…

    A única coisa que dá legitimidade à opressão é a própria opressão.

  5. Emily Says:

    Na maternidade? Com força policial? É muita covardia do Moreira…

  6. Alisson Martins Says:

    Todo apoio aos estudantes que não se entregam.
    Já que não há democracia na sociedade, façamos valer a nossa!

    A luta continua!

  7. Ricardo Says:

    Moçada,

    A gente se fodeu…O Moreira REItor passou o trator e a gente ficou a ver navios….
    O que vamos fazer? Se sairmos com a anistia já será uma grande vitória…
    vamos em frente

  8. Renata Says:

    Compas,

    Não podemos desistir da luta, mas avaliando bem o REItor Moreira tinha feito uma boa proposta no COUN que a gente impludiu…que merda!
    Vamos a luta!

  9. Bianca Says:

    quem é Violento? Nós?

    Não usamos armas, nem força Polícial.
    Não empedimos estudantes e funcionários de entrar(quamdo solicitaram).
    Não usamos Pacientes como escudos.
    Não coagimos ninguém com processo.

    Já foge a questão REUNI/Plebiscito, é verdadeira falta de democracia.
    è violência física e mental. 4 Viaturas e um ônibus cheio de PF com (gás, “pimenta”, fuzil, escudo e capacete).
    E ainda diz aio Juiz que pode negociar.
    Paz sem voz, não é paz é medo.

    Chega de Palanque Político na UFPR, FORA MOREIRA e sua Corja de Picaretas

  10. felipe ricardo Says:

    ja dizia o grito de ordem…
    1,2,3,4 ,5 mil , ou para esse reuni ou paramos o brasil….
    a luta continua!!

  11. Ocupada Says:

    Não, e o mais importante ninguém comentou: o Ministro da Educação ignorou o Edital que estipulava o prazo de adesão do REUNI para o dia 29/10.
    Como é possível que a UFPR “ganhe” um dia de prorrogação pra aprovar arbitrariamente o REUNI? É absurdo pensar que eles tratoram um Edital desse jeito! Como que o COUN tem legitimidade nessa situação?

    Mas a luta continua!

  12. Marcelo Says:

    Não teria sido melhor invadir o conselho no dia 18?

  13. Manoel Oliveira da Silva Says:

    Mesquinho, reles; ver tb. Antonímia de divino, florescente, luxuoso e sinonímia de apoucado.

    Mais uma vez a comunidade acadêmica foi enganada. O circo foi armado! O “Magnífico Reitor Moreira mostrou sua verdadeira face”, a face do despreparo para o diálogo. O diálogo é o melhor caminho para a consolidação da democracia. A negociação foi ignorada e, infelizmente, continuamos a ter exemplos de que os poderes públicos, legalmente eleitos, nem sempre representam aqueles que os elegem. Foi assim com o Senado Federal, que na secreta sessão salvou os 45 Renans, contra a vontade da sociedade e este péssimo exemplo foi seguido na reunião do COUN, órgão máximo da Universidade Federal do Paraná, convocado às pressas pelo Magnífico Reitor, onde foi decidido ignorar a possibilidade de consulta à comunidade acadêmica, na forma de plebiscito, para aprovar o REUNI. Com medo da “pressão” dos estudantes que pediam o direito ao debate, escondeu-se atrás da proteção de um número muito grande de policiais federais. Como se não bastasse, convocou a reunião na maternidade do HC, talvez porque estivesse tendo contrações pelo que estava prestes a parir e para silenciar os que pediam a realização do plebiscito, o que realmente aconteceu, pois estes meninos, meninas, pais, professores e servidores ,que lá estavam, são educados e souberam respeitar os pacientes do HC, que foram expostos ao ato político, sem saber ao menos do que se tratava, por medo e incapacidade de negociação de um reitor. Em sua reunião fechada, o “Magnífico” conseguiu o que ele já tinha acordado com o governo federal, aprovar o REUNI. O exemplo dado pelo Reitor e pelo COUN, infelizmente expõe a nossa frágil democracia que carece evoluir. A Universidade, lugar da ciência, de pesquisa, de debate e de formação dos pensadores do nosso país, não está sendo conduzida de maneira diferente a do Senado Federal. Que pena! Os 26 “Moreiras” são muito parecidos com os 45 “Renans”, pois se esconderam na sua fechada e secreta reunião.
    O que estava em jogo não era a aprovação do REUNI, mas sim como as coisas são discutidas com a sociedade, ou melhor, como NÂO são discutidas. Precisamos mudar este país! Ainda bem que não existem mais os cargos impostos, pois o magnífico reitor seria um bom “prefeito biônico”.
    Medíocre também é antônimo de magnífico e, aos meus olhos foi assim a atitude do Reitor, que registra a sua maneira anti-democrática na gestão da Universidade Federal do Paraná.
    Reitor Moreira, você será lembrado por suas ações, a história se encarregará de registrar sua biografia “magnificamente”.
    Ao movimento estudantil organizado, parabéns pela condução pacífica e firmeza do propósito da manifestação política dada à sociedade. Isto é só o começo.
    Quem disse que sumiu? Vocês são o Movimento Estudantil!

    Manoel Oliveira da Silva
    Rita Godoy

  14. Rolmops Says:

    E agora, meu? Como todo mundo já sabia, o REUNI passou, porque quantos duvidariam que os setores da UFPR iriam dispensar uma grana “federal” como essa que vem aí, por mais que pareça que as metas exigidas pelo REUNI sejam difíceis de atingir?
    O reitor, pré-candidato, está tranquilão porque, com a ocupação do seu “local de trabalho”, nem precisa dar expediente e pode dedicar mais tempo à sua campanhazinha de prefeiturável… O Moreira, por isso, diz que a ocupação pode prosseguir indefinidamente, até mofar… Foda!
    E os processos de identificação de estudantes ocupantes? Que fazer, já que o procurador – pelo que se tem visto – anda puto com tudo isso e nem quer saber de falar com ninguém? Dá pra garantir que o reitor acalme o procurador da CPJosta?
    Pra mim, o reitor sacou que nem que se “pintasse de ouro” e fosse servir bolachinha pros ocupantes, não iria melhorar seu conceito junto a ocupação, então decidiu botar pra fuder e tocar de uma vez por todas a aprovação do REUNI no COUN, cuja legitimidade era questionada pela ocupação, e cujos conselheiros não iriam conceder que fossem tratados como desimportantes no processo. Pior, com isso, o plebiscito acabou também sendo rejeitado, pois ele era o questionamento do poder de representação do COUN como instância maxima.
    Temo que a ocupação esteja diante do dilema: sair ou sair. E sair com o quê? Ou negocia uma anistia ou…

  15. ocupado Says:

    e agora?
    a gente desocupa ou nao?

  16. Simples Says:

    Ao contrario do que diz o titulo do post, o Reuni NAO foi aceito na UFPR.
    O processo é tão fraudulento que qq criancinha pode perceber os erros.
    Sinceramente, apturem o MOreitra e façam o bandido assinar anistia e aceitar em documento a não-adesão “gente”assim so cai na real na bala!

  17. Fran Says:

    Só um comentário:

    só pede anistia aquele que politicamente fez algo de errado. A ocupação é legítima, não se deve pedir anistia e sim a não punição…alguém do direito pode esclarecer melhor?

  18. shoulder length haircuts Says:

    I agree completely!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: